Welcome

The Rising Powers, Clean Energy and the Low Carbon Transition in Southern Africa is a three-year project, which seeks to examine how, why and to what extent China, Brazil and India are enabling the transition to low carbon energy systems in South Africa and Mozambique. This interdisciplinary research project, funded by the Economic and Social Research Council (ESRC), will run from 2012 to 2015 under the leadership of Professor Marcus Power. The project will develop new frameworks for analysis in order to systematically compare the roles that the Rising Powers, including China, Brazil and India, are playing in facilitating the transition to low carbon energy systems in South Africa and Mozambique. In particular, it will analyse how Rising Powers actors are shaping the provision of energy services for productive uses, such as for cooking, lighting and mobility, and it will assess the consequent implications for the affordability, accessibility, and sustainability of energy services in the region. The project also seeks to assess the implications for the wider governance of energy and climate change at the local, national, regional and global scales.

The research project involves a team of academics from the universities of Durham (Department of Geography), Sussex (School of Global Studies and Science Policy Research Unit) and the University of Cape Town’s Energy Research Unit. These institutions are working together with the UK-based NGO Practical Action and the Brazilian Centre for Strategic Studies and Management. The team will conduct research in South Africa, Mozambique, Brazil, China and India, which will consist of semi-structured interviews and community-based participatory research methods. The project seeks to build capacity, to foster knowledge exchange and policy dialogue and to build cross-disciplinary and transnational research networks concerned with the role of the Rising Powers in facilitating low carbon transitions in Southern Africa.

em Português:

The Rising Powers, Clean Energy and the Low Carbon Transition in Southern Africa é um projecto de três anos, que procura examinar como, porquê e em que medida a China, Brasil e Índia estão tornando possível uma transição para sistemas de energéticos de baixo carbono na África Austral. Este projecto de investigação interdisciplinar, financiado pelo Conselho de Pesquisa Econômica e Social inglês (ESRC), funcionará entre 2012-2015, sob a liderança do Professor Marcus Power. O projecto irá desenvolver novos quadros para análise, a fim de comparar sistematicamente os papéis que as potências emergentes, bem como China, Brasil e Índia, estão desempenhando para facilitar a transição para sistemas de energéticos modernos de baixo carbono na África Austral. Em particular, o projecto vai analisar como varios atores das potências emergentes estão moldando a prestação de serviços de energia para fins produtivos e de bem estar, tais que para cozinhar, para iluminação e para mobilidade, e vai avaliar as implicações consequentes para os preços, acessibilidade e sustentabilidade dos serviços de energia no região. O projeto também visa avaliar as implicações para a governança mais ampla de energia e mudança climática nas escalas local, nacional, regional e global.

O projeto de pesquisa envolve uma equipe de acadêmicos das universidades de Durham e Sussex, trabalhando em conjunto com o Centro de Pesquisa de Energia da Universidade de Cape Town, África do Sul, a ONG, Ação Prática, baseada no Reino Unido,  e o  Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) do Brasil. A equipe vai realizar pesquisas na África do Sul, Moçambique, Brasil e China, que serão compostas de entrevistas semi-estruturadas e métodos de pesquisa participativa de base comunitária. O projecto procura capacitar e promover a troca de conhecimento e diálogo, e fomentar a construção de redes de pesquisa multidisciplinares e transnacionais relacionados com o papel das potências emergentes no sentido de facilitar as transições de baixo carbono na África sub-saariana.